O preço da energia vai continuar subindo em 2022?

É inegável que o preço da energia elétrica subiu de forma assustadora nos últimos anos, mas, para a tristeza do brasileiro, o alor da conta ainda possui tendência a subir em 2022, apesar do aumento ser menor.

torres de transmissao de energia eletrica


A projeção para 2022 ainda é de aumento nas tarifas cobradas, porém a decisão do governo federal em limitar o uso da geração realizada pelas termoelétricas, como também a compra de energia de países vizinhos pode evitar um impacto maior na nossa conta.

PORQUE A ENERGIA AUMENTOU TANTO EM 2021?

A necessidade de usar todas as termoelétricas fez o preço da energia elétrica disparar nesses últimos meses de 2021. A preferência agora, segundo o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS é acionar “das mais baratas para as mais caras”.

Conforme estimativas realizadas pelo diretor técnico da PSR, a redução do acionamento de todas as térmicas do sistema elétrico brasileiro para o montante colocado pelo governo representa economia em torno de R$ 2 bilhões por mês – ou R$ 11,5 bilhões ao longo de todo o período chuvoso, que vai até o mês de Abril. Com essas medidas sendo tomadas, pode haver uma redução em média 4 pontos percentuais na conta do consumidor.

“Ainda há um número importante de térmicas sendo operadas. Em condições normais, neste período do ano, estaríamos operando com poucas térmicas. É claro que não pode reduzir muito mais, pois o nível dos reservatórios partiu de um patamar muito baixo. Então, tem que ter prudência, mas sem dúvida alguma a redução é um primeiro passo para reduzir um pouco o impacto”, afirmou.

Maurício Tolmasquim,  ex-presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e professor de planejamento energético da UFRJ, no jornal O Estado de S. Paulo